Quem deu a Obama o "direito" de matar?